domingo, 28 de outubro de 2007

O trem passou novamente.
Hoje acordei com meu marido e dois médicos, enfermeiros ou sabe lá o que, olhando-me com cara de assustados. E uma dor de cabeça terrível. É, acho que não tem saída. Ao menos, não agora. O negócio é aceitar a realidade e seguir em frente, com todas as restrições do pacote.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Esses dias, em meio a uma reunião, sem pensar mencionei que tinha um blog. O que não é assim uma grande novidade, mas nem todo mundo tem obrigação de adivinhar isso, afinal, eu não faço muita propaganda. Sabe como é, casa de ferreiro... Enfim, fui surpreendida com uma cara de espanto e as perguntas “você tem um blog?” ao que respondi “claro, você não?” e “por que você tem um blog se não divulga?”, e aí foi quando fiquei sem resposta. Eu tenho uma resposta pra isso, claro. Só que nunca pensei muito sobre ela. Hoje o assunto voltou a pipocar entre minhas divagações, e escrevi o texto aí de baixo.

Da arte das enumerações

Capítulo 1: Porque ter um blog

1 – Para não ter a obrigação de escrever sempre certinho.
2 – Para escrever sobre qualquer coisa.
3 – Para escrever sobre qualquer coisa, sem ter prazo para terminar.
4 – Para escrever sobre qualquer coisa sem ter ninguém alterando o que você escreveu.
5 – Para não desaprender a escrever com leveza.
6 – Para ignorar as críticas.
7 – Porque escrever um livro levaria tempo demais.
8 – Porque é moda.
9 – E finalmente, a resposta suprema: porque sim.

(Mas alguém poderia dizer que as listas boas mesmo têm no mínimo 10 tópicos, então, para complementar, a razão 10 seria a pergunta a todas as respostas: “e por que não?”)

sábado, 20 de outubro de 2007

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Táctica Y Estrategia

Mi táctica es mirarte
aprender como sos
quererte como sos
mi táctica es hablarte
y escucharte
construir con palabras
un puente indestructible
mi táctica es
quedarme en tu recuerdo
no sé como, ni sé
con qué pretexto
pero quedarme en vos.
Mi táctica es ser franca
y saber que sos franco
y que nos vendamos simulacros
para que entre los dos no hayan telón
ni abismos.
Mi estrategia es en cambio más profunda y más simple,
mi estrategia es;
que un día cualquiera
ni sé como, ni sé
con que pretexto por fin me necesites.

(Mario Benedetti)

domingo, 14 de outubro de 2007

Dês

As desavenças
Os desenganos
Os desafetos
Os desajustes
Os desditos
Os desmedidos esforços para desfazer os “dês”...
"La llama y yo cambiamos señas,
ella torciéndose, yo enclavada.
Le encargo quemar mi cuerpo
en caoba derribada.
Y la llama aceptando me toma
y le veo y le sigo su hazaña.
Caen sienes, caen manos,
y voy con mi soplo y con mi diestra
atizando, en patrona, la llama..."
(Gabriela Mistral)